Páginas

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Pequenas Iniciaçoes

Vamos para outro tema bem polemico?

Todos os seres viventes passam por iniciaçoes, cada uma de acordo com sua especie. Os passaros passam pela iniciaçao do primeiro voo, os tigres a iniciaçao da primeira caça, os peixes ja nascem passando pela iniciaçao de ter que aprenderem a viver sozinho, e por assim vai.

Para nòs, seres humanos, nao è diferentes. O primeiro banho, os primeiros passos, primeiras palavras, a primeira papinha, a primeira noite na cama nova, o primeiro dia de escola, e tantas outras.
A vida è feita de pequenas iniciaçoes, e uma vez que a bruxaria deve fazer parte da tua vida de forma natural, assim tambem acontece com os praticantes de stregoneria.

Quando digo 'iniciaçao' - do ato de dar um começo a algo -  nao me refiro apenas a primeira menstruaçao, batizado, iniciaçao de grau e nem outras tantas conheçidas no mundo neopagao... falo de coisas mais simples e que precede a esses.

Uma das minhas primeiras iniciaçoes mais importantes aconteceu quando eu tinha 13 anos e resolvi cozinhar sozinha, assim do nada. Meu primeiro arroz saiu salgado como o mar e meu feijao agua pura!
Uma outra (que me emociono quando lembro) quando tinha 16 anos, em uma manha de verao que os Deuses me mostraram estar no caminho certo mandando-me uma borboleta amarela depois de uma longa noite sonhando com esta. O primeiro desejo realizado e o entendimento da frase 'cuidado com o que pedes, pois voce pode conseguir'.
E tive milhoes de outras: O primeiro feitiço, a primeira intuiçao bruxistica, o primeiro castigo da Deusa (que nunca esquecerei rsrs), a primeira celebraçao, o primeira bençao e poçao...e por ai vai.

O que quero dizer com isso?
Quero mostrar a todos que para a Stregoneria nao existe uma iniciaçao unica. As pessoas se prendem tanto a isso que se esquecem de dar um começo as coisas mais simples.

Quer ter uma iniciaçao Stregonesca?
Entao começe desde jà com o respeito ao proximo, familia e natureza. Inicie a ensinar seus olhos a ver tudo como sagrado, a aceitar no olhar de um cao de rua a resposta dos Deuses. Inicie a entender a sacralidade dos alimentos e do teu corpo. Inicie a escutar sua intuiçao, a cheirar as ervas e tentar entende-las, a dar um lindo sorriso pela manha ao Sol, a se perguntar porque o cafè è amargo e o açucar è doce.
Inicie a conheçer seus ancestrais, a agradecer as estaçoes, a encontrar dentro de si as respostas e ensinamentos e a amar a si mesmo como se ama os Deuses, pois eles fazem parte de voce!

Para quem se interessa por Stregoneria, aqui vai uma dica:
Inicie tambem a dar bom dia ao Sol, a prestar atençao no movimento da lua, aprender mais sobre seus ancestrais, estudar os aspectos dos Deuses e seus gostos.
Cheire todas as ervas e plantas que encontrar e escreva o que cada uma delas ti lembra. Inicie a conheçer os diferentes tipos de alimentos e a gostar de coisas verdes. Aprenda um hobbi que lhe ensine a ter atençao focada como pintar ou desenhar.
Alem dessas voce pode criar as suas. Pegue um caderno e escreva tudo aquilo que voce acha importante para se tornar quem voce quer ser.

Sao pequenas iniciaçoes que farao voce conseguir a iniciaçao que tanto quer: A inciaçao dos Deuses!

Corra atraz de cada iniciaçao dessas, viva ela com alegria e intensidade. Nunca se esqueça que: a stregoneria è feita de iniciaçoes cotidianas!
Quem precisar de ajuda, tiver duvidas ou qualquer outra informaçao, me mande um recado e eu lhe ajudarei no que precisar =)

Vou postanto outras dicar de ajuda para quem esta afim de entrar no mundo Stregonesco Italiano, fiquem de olho!!

Grande Beijo da Strega!

Imagens venho daqui

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Noite dos Amantes

Eis que chega San Giovanni!
O dia de San Giovanni è conhecido na italia como dia de Sao Joao, proprio como no Brasil. O dia em que jovens iam aos campos fazer oferendas aos Santos pedindo um amor, ou casais que trocavam promessas nessa noite.

No Solsticio de Verao europeu tinha-se a tradiçao de colher ervas no dia 23/06, e na noite do dia 24/06 queimavam uma fogueira e nela jogavam uma parte das ervas colhidas como um uma forma atrair boa sorte. Tambem quem pulava a fogueira atraia nao apenas boa sorte como tambem um consorte.
Dia tambem ligado a divinaçoes com uso das aguas. Uma tradiçao da parte Piemontese è nesse dia encher uma bacia de agua e nela olhar e tentar entender os sinais. (Uma coisa muito dificil, acredite!)

A quem diga que San Giovanni amaldiçoou Aradia e assim atè hoje ela è obrigada a voar pela italia em uma vassoura (befana?). Mas para a maioria è como o Santo dos enamorados.
E' uma tradiçao na italia tambem parabenizar todos que se chamam Giovanni, dar presentes e atè fazer comemoraçoes, como um aniversario.

Podemos perceber um misto de tradiçoes antigas pagas com crenças cristans. Uma epoca em que contadinos comemoravam o calor do sol e a lavoura que estava crescendo, foi modificada a um dia Santo.

Eu faço aqui uma proposta:
Perguntem ao teu oraculo (tarot, runas, etc) e perguntem a ele ' O que, nesse dia dedicado aos enamorados, devo aprender?'
Conte para nòs depois =)

Bom Solsticio de Verao para os do norte, e um otimo Solsticio de Inverno para os queridos do Sul!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Ancestralidade

A ancestralidade è um assunto importante para toda egregora e forma pagan de viver, um tema com diversas nuances e formas de pensar, uma vez nao ancestralidade nao fala apenas de aspectos sanguineos.

Mas como o blog è Stregonesco, nada mais justo que falar como esse tema è visto nessa espiritualidade =)

Na Italia (e acho que na europa em si) essa coisa de ancestralidade è de extrema importancia. Quando voce conheçe e se apresenta a alguem da italia è comun eles perguntarem 'Voce è filho de quem? Tem familia italiana? '
Normalmente os italianos se apresentam 'Oi! Sou Olivieri Giovanni. Filho de Olivieri Giuseppe e Medagliani Rosita'. Percebemos tambem que eles sempre colocam o sobrenome na frente do nome. Isso porque em tempos primordios, o sobrenome dizia muito quem voce era, e se talvez uma pessoa com teu mesmo sobrenome fez algo de errado no passado, com certeza nao iriam gostar de voce!

A ancestralidade na Stregoneria é muito importante, e em alguns clas o ponto focal/essencial. Em algumas casas (no sentido de tradiçao familiar) se cultuam ancestrais mortos como Deuses.
Na maioria dos casos os ancestrais sao como guias, Deuses menores que lhe ajudam em todos os pontos de tua vida. Uma vez que eles viveram antes de voce, eles tem muita sabedoria sobre o mundo e a vida.
Acho que todos aqui jà se pegaram, do nada, fazendo algo estranho. Como por exemplo, pedir ajuda a uma tia que jà faleceu para fazer aquela torta que so ela sabe fazer, preparar um cachimbo que teu avò tanto adorava no aniversario dele, ou sempre deixar um restinho de cafè na xicarà pois teu pai sempre amava tomar o ultimo gole. (conversamos sobre isso no encontro)
Seja nesses exemplos, ou em outros, acho que todos jà tiveram experiencias com Ancestrais.Essa 'memoria coletiva' è uma coisa fantastica, pois ela nòs conecta a memorias que jà passaram para outro plano, e assim entender muito de nossas praticas e atividades.

Uma visao que acho linda sobre Ancestralidade è a visao Celta. Conversando com uma amigo Druida, ele me disse que tudo, atè mesmo a pedra do jardim è um ancestral. Isso porque ela jà estava là antes de voce, e talvez se ela nao estivesse alì, voce tambem nao estaria aqui. E assim, o Celtas veem tudo na natureza como uma ancestral, e tudo que existe como sagrado.

Agora, uma pergunta que muitos devem estar pensando 'Como me conectar aos meus ancestrais?'
E' uma coisa tao simples, que por sua simplicidade acaba sendo atè meio dificil (heheehe)

E' assim, se quiser fazer um altar aos ancestrais, faça! Se quiser deixar uma vela todos os dias para eles, deixe! Se quiser deixar um prato a mais na mesa para ele, deixa!Simples assim.
Mas para fazer algo a eles, primeiro de tudo deve conheçe-los. Quem foram seus bisavos? Da onde vieram? Gostavam de algo em especial? E' muito importante esse estudo, pois fica mais facil a conexao.

Eu por exemplo tenho um altar para eles, onde deixo sempre uma vela de 7 dias queimando, para manter o fogo do meu lar sempre asceso. As vezes coloco alguns doces (pois meu pai adorava) e uma xicarà de cafè como meu avò gostava.
O importante è pensar sempre neles, pedir-lhes ajuda em tudo, conversar, agradeçer por cada passo dado, pela sabedoria que lhe ajuda.
Fazendo tudo com siceridade e amor, eles saberam como lhe mostrar que lhe ouvem.

Sou Nath Hera, filha de Arnaldo Prado e Helenita V. Rocha.


sábado, 21 de maio de 2011

Curar, rezar, amar!

A espiritualidade, religião, serve como um caminho de cura pessoal. Um instrumento que nos faz crescer individualmente, nos auto-conhecer e cuidar daquilo que nos è mais importante.
E o que è mais importante para nós do que nossa família?
Para os praticantes de Stregoneria não existe nada mais sagrado do que nossa comunidade/família. Não existe uma figura que nos represente melhor a Deusa do que nossa Mãe. E por isso temos que cuidar, zelar, curar e proteger nossa família.
Assisti uma palestra da Norà Shanon em Paranapiacaba (obrigada Pietra por me levar a esta palestra) que explicava exatamente esse oficio que toda a bruxa deve carregar e preservar, e lagrimas me vieram aos olhos com os relatos dessa Curandeira fantástica!!

O que mais me emocionou, e que è a pura verdade, foi quando ela disse que é um DEVER de todos os bruxos de curar nossa família e aqueles que nos são queridos. Não interessa se você não gosta de tal primo, ou se esta brigada a anos com tua irma, è TUA OBRIGACAO curá-los e protegê-los, e eles não precisão ficar sabendo disto.

A arte de curar e benzer não è tão simples, requer estudo, paciência e muita dedicação. Não pode ser vista e nem feita de 'qualquer geito'. E’ uma pratica milenar que deve ser respeitada!
Existem milhares de maneiras de benzer. Há quem faça isso com ramos de arruma, com óleo vegetal ou banho de ervas.
Eu particularmente gosto de benzer com palavras.  Uma rima, uma reza ou um pedido a nossa Divindade protetora tem uma força danada!! Mas para que funcione deve ser feita com todo o coração, amor e devoção. Pare facil, mas nao è!
Esta rima uso para benzer qualquer pessoa, a qualquer hora do dia. E’ simples e muito bonita:“Ti benedico in nome Del cielo, del’acqua e del’albero
Ti benedico per Dhànna, per Una, per Buona
Con le mani, piedi e cuore
Ti sentirà piena, libera e guarita.”


Traduçao:
Te abençoo em nome do ceu, da agua e da arvore
Te abençôo por Dhànna, por Una, por Buona (nome de deusas)
Com mãos, pés e coração
Se sentirà cheia, livre e abençoada”


Importante dizer que o benzimento não è uma arte apenas para humanos. Uma vez que devo benzer tudo que amo, faço isso com meu Cachorrinho, plantas e até animais da rua.
A cura, o curar, è algo mais complicado.Quando sabemos que è um mal olhado, quebranto ou fascínio, temos várias receitas para isso, mas muitas vezes o problemas è mais profundo do que parece.
Para mal olhado, quebrando ou fascínio podemos usar o ‘corte da tesoura’ como arma, ou ‘furar’ as gotas de olhos que aparecem na água do pires, limpar a pessoa com um ramo de alecrim e muitas outras coisas. Cada um acaba tendo uma receita própria.
Mas, como já disse, umas vezes o foco è muito mais profundo. Estou falando de sentimentos como magoa, raiva, inveja, solidão, depressão...e para esses males não existe ferramenta melhor que ‘a fala’.Conversar, aconselhar, acolher a pessoas em teus braços para chorar...dar palavras de consolo, usar teu oráculo para trazer a pessoa de volta a realidade. Isso também è curar, e digo até que muito mais difícil do que quebrar uma inveja.
Nessa arte não podemos julga, temos apenas que escutar e tentar aconselhar da melhor maneira possível. Trazer uma pessoa a uma realidade que ela não quer ver é complicado, e muitas vezes falimos...não porque queremos, mas por cada um ter o livre arbítrio de escolher aquilo que quer para si.
Entao, Bruxos e Bruxas, não guardem aquilo que sabem só para vocês. Escolher ser uma Bruxa/Bruxo cria uma responsabilidade enorme em nós. E nesse momento temos que saber agir, escutar e calar.

Grande Beijo!

terça-feira, 17 de maio de 2011

Convite!

Ola a todos!!

Eu e a Pietra convidamos a todos a participar do encontro para comemorar o World Tarot Day!
Uma tarde para trocarmos para conversar e fazer o mundo conheçer mais sobre esse objeto tao maravilhoso!


Para participar do concurso e ganhar, alem de um deck novinho, um curso de tarot com Pietra di Chiaro Luna e uma leitura completa pela Luciana Onofre, entre no link abaixo e mande tua ideia:


Espero ver todos dia 25!!
Um Grande Beijo!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Tradicionalismo x Neopaganismo

Senti a ‘necessidade’ de escrever esse post quando, semana passada, estava conversando com uma pessoa. Ele queria dicas de como nós da Stregoneria fazíamos para abrir circulo e invocar os elementais. Quando respondi a ele que não fazia idéia do que ele estava falando em disse que eu não poderia o ajudar e me bloqueou (atitude bem adulta, hahaha).
Antes de prosseguir deixo CLARO que o que escrevo è referente a minhas praticas, de cunho familiar. Caso algum Stregonesco não veja nenhum sentindo em tais palavras jà sabe o porque ^^.
Tenho muitos amigos Pagãos, e uma coisa que nunca consegui entender o ‘porque’ foi essa coisa de Abertura de Circulo Ritual. Já li sobre, já presenciei, já até o fiz, mas mesmo assim é algo que não consigo entender.
Para mim todos os lugares são sagrados, pois todos fazem parte do corpo Divino, logo não encontro uma explicação plausível para a criação de um espaço sagrado.
Comemoro meu calendário e minhas festas como se eu estive comemorando um ‘Natal’ por exemplo. Acordo feliz, faço os preparativos para a festa e recebo todos meus convidado (físicos ou não) de braços abertos, e toda a minha casa acaba virando um salão de festas.
Essas coisas de abrir circulo, instrumentos ritualísticos, vestimentas rituais é algo muito moderno neopagao.
O que vocês chamam de instrumentos para mim são ferramentas que uso não só para rituais, mas para tudo no dia a dia, como o tal athame.
Na Stregoneria de cunho Tradicional familiar a coisa se desenvolve normalmente, pois a magia para nós è algo normal, que se vive todos os dias...seja no varrer uma casa, cozinhar um frango ou lavar a roupa suja. Da hora que acordamos até a hora que vamos dormir, tudo faz parte de nossas praticas, mesmo as coisas mais banais como limpar a caca do cachorro.
Eu acho que não podemos fazer separações de vida civil e vida mágica, somos uma pessoa só e para estarmos alinhados aos nossos Ancestrais e Deuses temos que vivenciar eles cada segundo.
No começo è meio difícil ter essa visão, mas com o tempo tudo fica tão inconsciente. Um dia você acorda e (do nada) deixa uma xícara de café na mesa para aquele seu tio que se foi e adorava um café pela manha.
E’ ai, nesses momentos incoscientes, que começamos a receber os ‘Insights’. Inspirações do Divino e ensinamentos, e temos que estar abertos e ‘ligados’ para essas coisas.
Uma dica que dou a vocês que querem seguir o caminho Stregonesco: SE ABRAM! Esqueçam o que lêem nos livros e fiquem atentos ao dia a dia, conversem com teus Antenati, agradeça pelo dia que viveu, deizem eles fazerem parte de suas vidas!
Grande Beijo!

"Grazie Antenati, per tutto quello che ho vissuto...e tutto quello che ancora devo imparare!"

segunda-feira, 25 de abril de 2011

A minha 'Luz'

Ola a todos!
Hoje venho não para falar sobre magia, mas para desabafar algo que esta doendo muito.
A quem ache isso ‘puxasaquismo’ ou sei la o que, mas quem me conhece sabe que venho com o coração aberto e palavras sinceras.
Um dos ofícios de Strega é ajudar, aconselhar e fazer de tudo para que sua comunidade esteja em paz. A alguns meses minha comunidade se expandiu, e nela uma pessoinha linda, de alma pura e sabia, começou a fazer parte. Então essa Luz (com L de Luciana) entrou em minha vida.
Um certo dia essa ‘Luz’ apareceu triste, cinza, e me contou todos os medos e aflições que estava sentido. Me senti péssima pois enquanto eu estava là, brincando, fazendo projetos, conversando sobre coisas mundanas, a ‘Luz’ estava precisando de mim, de um colo para chorar e um carinho para acalmar.
Desde de então ganhei uma família a mais, família que posso não conhecer pessoalmente, posso não ser muito bem recebida, mas que agora faz parte de minhas rezas continuas.  Ganhei mais dois sobrinhos – mesmo eles não sabendo – ganhei uma Irma que chamo de ‘Luz’ pois è isso que ela nos traz, mesmo com todas as tristezas que ela possa estar sentindo.
Quem conhece essa ‘Luz’ sabe o quanto ela è abençoada e o quanto somos privilegiadas de ter ela em nossas vidas. Jamais me cansarei de agradecer aos Deuses por ela ter aparecido em minha vida.
Quem conhece essa ‘Luz’ sabe por tudo que ela esta passando, e sempre se surpreende por ver que ela passa por tudo isso de cabeça erguida, forte e cheia de si!
Quero apenas que essa ‘Luz’ saiba que todas as minhas palavras, lagrimas são sinceras! Nesse mundo pagão sempre tem aqueles ‘puxa-saco’, que só quer uma amizade importante do meio para tentar se sobre-sair na sombra do outro...Mas não eu!
Luciana Onofre, posso não lhe conhecer pessoalmente, mas de alguma forma sinto um amor enorme por você! Tenho carinho, admiração e espero ser como você quando crescer!
Sei que sou louca, brincalhona, mas saiba que SEMPRE que precisar, em qualquer momento e qualquer motivo – mesmo os mais banais – não pense duas vezes ao me procurar, lhe dou a certeza que estarei sempre lhe esperando, de braços abertos pronta para dar aquele abraço, mesmo que virtual.
Na alegria e na tristeza, na saúde ou na doença, na escuridão ou na luz, conte sempre com a Nath/Hera/Tosquinha ao teu lado!
E repito o que já lhe disse um dia: Se eu pudesse trocaria minha saúde pela do Andreas, pois crianças –para mim – deveria ser proibido esse tipo de sofrimento.

domingo, 10 de abril de 2011

Rito de passagem natural...

Quero compartilhar com voces, amigos, colegas, leitores, o que vivi nesse ano de Venere que se passou. Um ano que me deu a total certeza e orgulho do caminho que estou.
Esse 'rito de passagem' durou um (longo) ano, e justo no ano que a Dona Moça aqui ficou muchilando pelo mundo afora.

Quando escolhemos uma espiritualidade nos sentimos completos e certos que aquilo è o nosso caminho, nao è? Nao, nao è!! Eu pensava isso tambem, mas descobri que a espiritualidade nos escolhe e nao ao contrario (por incrivel que pareça).
E nesse ano 'x' eu tive muitas duvidas. Nao duvidas se era isso que eu queria seguir, mas duvidas se ELES me queriam realmente.


Semana passada comemorei Veneralia. Uma festa Romana no qual a Deusa Venere (Afrodite) era homenagiada. Sempre tive uma ligaçao muito forte com ela e nao existe um porque disso. Entao, mesmo nao sendo de tradiçoes romanas, adotei esse dia pela simples e forte conexao que sempre tive com ela.
E chorei....chorei ao me lembrar quando ELA me mostrou que era a filha dela!
Isso aconteceu quando eu estava em Pompèia. Naquela epoca (apesar de estado em um lugar como Pompèia) estava triste por descobrir que 'amor' nao è uma palavra eterna.

Entrei na cidade velha, achando tudo lindo...e um lugar, que tinha apenas uma coluna em pè, me chamou a atençao. Fiquei olhando aquilo e uma 'voizinha' me soprava ao ouvido conselhos e palavras de conforto...e eu chorei, sem saber o porque. Me senti em casa!
Quando estava indo embora vi uma placa escrita "Templo de Venere"...Preciso dizer o que senti? *Derretendo em lagrimas*  

Na mesma epoca Marte resolveu dar as caras e, me puxando pelos cabelos, me levou para a guerra.
Aulas de sobrevivencia? Pra que?? Simplesmente me jogou a espada na mao e o escudo na outra, me deixando sozinha no escuro, a batalhar comigo mesma em meu interior.
Fui testada em todos os sentidos...espiritualmente, fisicamente, sentimentalmente. Passei por provas de coragem que foram dificeis para mim, em uma dessas atè perdi um pedaço do meu dedo (sim, eu nao sinto meu dedao direito do pè, causada por um espinho enquanto subia uma montanha enorme).


Conheci a terrinha que deu origem a minha tradiçao, a Sardegna! Sei que vai parecer cliche e atè fantasia...mas nunca me senti tao completa nos 4 dias que estive là, e foi là que todas as provas fisicas tiveram inicio. Eu tocava o chao e sentia a vibraçao que ele se mechia. Aprendi o porque de muitas coisas que fazia e que nunca me foram explicas, apenas ensinadas, da onde venho a ideia de cactos para proteger e algas para curar.

Conheci velhotas stregas fantasticas que me ensinaram coisas maravilhosas. Aprendi sobre a Pizzica e o poder da 'salsa de pomodoro'. Como fazer geleias e o simbolismo de presentiar quem amamos com isso. Mergulhei em lagos frios para a sorte da montanha me guiar, escalei arvores para pegar bolotas de carvalho, durmi sobre as estrelas no dia 14 de agosto (dia em que todas as estrelas ficam mais perto da terra e conseguimos ver varias estrelas cadentes).

Diana era a unica que me acalentava nas noites solitarias. Que enxugava minhas lagrimas.
Meus Antenatis (ancestrais) nunca se conectaram tao forte comigo antes e me fizera entender que tudo isso era uma prova de lealdade para um grande passo que estava pro vir.

E esse grande passo foi nada mais nada menos que aquilo que todos os que seguem os antigos caminhos sempre procuram: a iniciaçao pelas maos dos Deuses!
Calma!! Voce que se auto-iniciou, ou recebeu iniciaçao de seu mestre, nao estou lhe desmerecendo. Mas a minha tradiçao, no meu caminho, nao existe iniciaçao por maos humanas, uma vez que os verdadeiros conhecimentos vieram diretamente deles, dos Deuses, sò eles sabem quando alguem è digno de tal.
E isso mudou minha vida. Saber que ELES lhe escolheram...nao tem palavras.
E para homenagiar esse momento e meus 7 anos de Stregoneria, fiz essa tatuagem. Esse foi o primeiro pentagrama encontrado na italia (esta no livro de Grimassi). As folhas de uva sou eu, meu espirito, crescendo ao redor do simbolo de minha espiritualidade.

Nesses sete anos de Stregoneria aprendi muita coisa, mas o principal è que descobri quem sou eu, Hera/Nath/Tosquinha.
Sete anos de perfeito amor e confiança pelo que acredito e luto, como tantos outros, para que os velhos caminhos e historias nunca sejam esquecidos.

Bora continuar a vida que Teramo (Mercurio) ta com uma pressa danada!!

"Ave Bona Dea, per aprire il miei canceli della mente...
Ave Marte, per insegnarmi ad avere coraggio...
Ave Venere, per mostrarmi che l'amore e la belleza nn è mais abbastanza...
Ave Diana, per iluminare il miei pensieiri."

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Ano de Mercurio! O que ele nos reserva?

Rapidinha como Ele, Hermes/Mercúrio, temos uma proposta de blogagem coletiva: Uma previsão com seu tarot ou oráculo favorito para nos orientarmos esse ano.

Nos envie sua leitura até dia 1º de abril - um dia bem Hermes lol

Ano de Mercurio jà começou a todo vapor pra mim.
Entre uma arrumaçao aqui e outra ali em meu altar, pensando em tudo que estou vivendo nesse momento, me veio a inspiraçao que precisava!
Mas antes de compartilhar as cartas do Ano novo Astrologico, vou contar sobre as tirei no Ano Novo Civil, e assim poder fazer uma analise de como estao os meus passos.

Para a tiragem do ano tirei duas cartas. A primeira o que tenho que deixar morrer, a segunda o que tenho que correr atras.
Embaralhando, cortando me veio: 6 de Espadas e 7 de Paus.


O 6 de Espadas me deu um tapa na cara e disse: Saia do conforto da tua linda cama de dorsel e se jogue para os Corvos!
O 7 de paus me avisou que inimigos chegaram perto, e que devo lutar com unhas e dentes para defender meus pensametos, ideais, projetos...tudo aquilo que acredito!

O momento que estou passando è muito essas duas cartinhas ai! Praticando o desapego, fazendo uma passagem ardua, defendendo meus sonhos e projetos, ideias e sentimentos. Um turbilhao de acontecimentos e mudanças.

Mas a proposta da blogagem era o Ano Novo Astrologico, entao Shadowscapes debaixo do braço, uma xicara de chà de camomila nas maos e là vamos nòs!

A primeira surpresa, uma carta 'voou' das minhas maos. Okay, deixei-a de lado para levar como conselho e escolhi as outras duas.
E como amigas vieram: As de Espadas e a Força!


O que entendi de cara: As de Espadas, cortes que devem ser feitos, pensar rapido para pode agir.
A força veio para me acalentar com todos esse desapegos. Ser forte, corajosa, audaciosa mas sem enfiar os pès pelas maos, amansar a fera em mim, e assim me energizar para continuar o caminho.

A ultima carta, aquela safadinha que pulou da mao, o conselho para tudo: 2 de copas!!

Aaahh, como explicar oq senti na hora em que vi aquela carta?* Lagrimas aos olhos.*
Me veio na mente imagem de muitas pessoas que sao importantes pra mim, pessoas que agora fazem parte da minha vida, amigos que se tornaram indispensaveis!
O 2 de copas me disse que nao estou sozinha, que tenho sempre alguem com quem contar. Parcerias, amizades, amores, camaradagem...nesse contexto esta carta significa isso para mim!

Fazendo uma analise das cartas de Ano Novo Civil e Astrologico percebo que estao em total sintonia. Uma dando continuidade a outra.
Estou me sentindo muito segura de todos os passos que estou dando. O Tarot mais uma vez me mostrou o caminho, e eu resolvi nao dar as costas a ele. A cada passo percebo que toda a dor, medo, sofrimento vale muito a pena, pois no final do arco-iris sempre tem um pote de ouro a nossa espera.

Mercurio è tudo isso, pensa e age como o As de Espadas, defende o que acredita com eloquencia e dicernimento. Nunca se deixa assustar por uma fera, pois sabe que com inteligencia e atitudes certas, a fera vira borboleta.
Tenho comigo que se todos nos abrir para Mercurio, ele nos virà com alegria pronto para mostrar seu lado Heremita para nòs. Jà quem lhe virar as costas: Take Care!! Nao lute contra o inevitavel.

Mega beijos o todos!

segunda-feira, 28 de março de 2011

5 coisas que iluminam!

Selinho da Arthemise, que foi passado pra mim pelas amigas do Divinare.
A idèia é contar a voces 5 coisas que me iluminam...bom, ai vou eu!


1- Receber um elogio e ser reconhecida por aquilo que fiz, com muito trabalho e esforço.
2- Ver as pessoas que amo sempre sorrindo, felizes, radiantes.
3- Saber que sou importante para alguem e desse alguem receber um abraço forte, acolhedor e aconchegante.
4- Acordar de manha e sentir o sol batendo no rosto.
5- Poder olhar para todos os lugares e saber que, mesmo nao tendo nenhuma matéria fisica alì, nunca estou sò...sempre tem alguem olhando por mim, cuidando e me acalentando em momentos dificil.

Beijos

segunda-feira, 21 de março de 2011

Blogagem coletiva: Os arcanos na sua linha do tempo

"Os Arcanos na sua linha do tempo".
"Instantes marcantes e Arcanos que recriam seus momentos e memórias, essa é nossa pauta agora.
Na trilha do livro da vida há um ou mais de um Arcano que registrou ou irá registrar suas experiências e vivências, nosso convite é tecer com você esse percurso, identificando esses Arcanos e a essência que eles guardam da sua linha do tempo. Afinal lidar com eles é um infinito exercício de aprendizagem e reflexão, lembrar do nosso passado mediante eles é exercitar de fato as lições que eles carregam".
-----------------------------------------------------

Foram tantos momentos mega importantes que jà passei na vida que 'felizmente' é melhor escolher poucos se nao de uma postagem isso virara um auto-biografia!

Fazendo um resumao da biografia?
Minha infancia foi o' Mago', muita aprendizagem para seguir o passo seguinte. Jà a adolecencia, que me faz ter dò da minha mae, foi muito sou ' Imperatriz', o que sò fez minha 'A Torre' aparecer frequentemente hahahaha.
Teve o primeiro namoro que me fez viver 'Os namorados' de uma forma muito intensa. Mas depois de 3 anos o 'Enforcado' apareceu em minha vida e percebi que nada è pra sempre, entao peguei meu 'Carro' e segui meu caminho.
Uma coisa mto importante que vivi e acho que merece ser expostar aqui foi as viagens que fiz ano passado. Mesmo meu interior estar muito '9 de espadas', me surgiu a oportunidade de conheçer Paises e lugares magicamente lindos! Encarnei a 'Rainha de Paus' me me joguei nessa experiencia que pra mim foi como viver 'O Sol'!
Esse ano de Mercurio nem começou direito, mas ele jà apareceu com aquela delicadesa dizendo 'Vai sair do buraco ou vou ter que lhe buscar pelos cabelos?'. O momento que estou vivendo agora esta sendo muito importante para mim. Um momento que descobri qua a 'A Torre' passou por mim e nem vi, de acreditar na 'Roda' e fazer essa 'Lua' parar de atormentar meu sono.
Sò um desabafo, viver è muito dificil mas....Cara! Como è bom viver!

terça-feira, 15 de março de 2011

Hereditariedade Stregonesca..

Eu sei que existem milhares de textos na internet falando sobre Stregas e hereditariedade, mas isso parece qua ainda è um tabu para alguns e para outros motivo de briga.
Eu venho aqui dividir o que EU sei e o que EU penso, independente do que voce, leitor, possa acreditar ou aceitar.

Pessoas sempre me dizem "Eu adoro a Stregoneria, adoraria fazer parte dela, mas infelizmente nao tenho sangue italiano!", e eu (as vezes nao muito educada) pergunto "E dai que nao tens sangue italiano?"
Vou deixar claro gente, sou uma Strega adotada! Sou filha de Nordestina com Portugues, meu sangue tem apenas poucas gostas italicas e me sinto tao Strega como qualquer outra pessoa que tem sangue 100% italiano.

Amo meu sangue portugues (que explica o porque sou um tanto burrinha as vezes hihihi) e principalmente minha parte nordestina que faz meu sangue ferver de emoçao e carinho.
A Stregoneria pra mim foi ensinada por uma senhorinha (linda) là da Sardegna, que me acolheu de braços abertos sem preconceito se eu era ou nao italiana.

O que quero dizer as pessoas è que a Stregoneria é mais um estilo de 'bruxaria' do que uma egrégora unica. O que faz voce ser Strega é o teu modo de pensar, modo de agir perante certas situaçoes, a importancia que da a tua casa e familia e principalmente a importancia que da a tua ancestralidade! Pois ninguem NUNCA sera uma Strega cultuando ancestrais italicos sendo que teu sangue è totalmente africando...se fosse assim nao existiria o Helenismo, afinal é de terras gregas. Siga o modo de vida de uma Strega mas nunca desmereça tua verdadeira ancestralidade e (melhor ainda) nunca se envergonhe dela.

Essa coisa de heriditariedade existe? Claro que sim! Digo atè que algumas coisas da familia da senhorinha Sardegneta nao funcionam comigo por eu nao ter o sangue dela, mas isso nunca me atrapalhou. Alias, se voces soubessem o quanto è bom e magico ter mais de uma hereditariedade, minha avò materna era uma SUPER Strega, sem saber e sem ter ido pra fora do Brasil.

Eu digo, com o maior orgulho do mundo: Sou uma strega Calanga, que cultua os Deuses antigos italicos, que queimar um mal olhado, acalmar uma dor de cabeça e adora seus segredinhos culinarios...Que reverencia seus ancestrais Nordestinos/portugueses/ italicos e sou muito feliz por ser quem eu sou!

Entao, antes de dizer "Eu nao posso ser isso" que tal estudar e ver que a Stregoneria è algo bem mais que apenas hereditariedade?

quinta-feira, 10 de março de 2011

Hera in Wonderland Tarot

Seguindo os conselhos da minha amiga Luciana, cà estou para dividir com voces fotos e sensaçoes da loja onde eu comprava tarots.
Assim..*pausa*...é o lugar mais FANTASTICO para qualquer um de nòs estudiosos, tarologos e simpatizantes. Quando me deparava com essas plateleiras (alem de babar) me sentia fora do mundo real, uma criança de 5 anos sozinha em uma loja de brinquedos.

Como se ve nas fotos là tem tarots de todos os tamanhos, formas, cores, gostos, desenhos, preços, estilos.. de alegres e divertidos a 'dark' e arrepiante.


E' até triste saber que aqui no Brasil nao temos lugares como esses. Claro, temos os sites de internet...mas pense como seria gostoso acordar e pensar "Hoje vou em 'x' loja me presentiar com um novo deck!", ir na loja, escolher entre todos aqueles 147852 tipos e levar assim, na hora, sem precisar esperar 2 meses!

Ah! Gostaria de dividir com voces tambem que trouxe um catàlogo da editora Lo Scarabeo. Quem quiser dar uma olhada é sò me mandar uma mensagem ;).

Beijos

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Junus Februa, San Valentino

Tantos anos se passou desde que voltei para o Brasil que jà estava acostumada festejar em fevereiro Lammas, mas estando na 'terrinha' é impossivel nao sentir a energia de Februa purificando nossas vidas.
Gianno se vai dando espaço e Februa, mae de Marte, que nòs visita com seu fogo trazendo purificaçao e boas energias. E' um otimo mes para pedir proteçao de nossos lares e todos aqueles que amamos.
O dia de Februa, conhecida como Junos Februa (Hera), é dia 14 de fevereiro, proprio no dia da purificaçao da Virgem maria (conhecido como calendora )que para cristaos é simbolo de 'amor maior' sendo dia 14 tambem 'Dia dos Namorados' na Europa.
Mas deixando història de lado, fevereiro pra mim è o mesmo em que agradeço a Februa, junto com Vesta, por proteger minha casa e familia. No primeiro dia de fevereiro coloco uma cabeça de alho amarrada com algumas pimentas em cada janela de casa, tirando-as no ultimo dia do mes e quemando-as para que aquela energia absorvida seja queima por Februa e que minha casa fique proteta por todo o ano que vem.
E' interessante como as energias do ano mudam de lugar para lugar. Se eu volta amanha para o Brasil tenho certeza que nao sentirei mais essa boa sensaçao que Februa me da, assim como a vibraçao do verao sumiu dos meus poros assim que pisei em terras italicas. Mas isso è matéria para outra prosa =)
Que Februa lhes traga muitas alegrias, proteçao, paz e otimos relacionamentos!!
Baci


PS: Imagem Pavao, simbolo de Juno (Hera), tirada do Google.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Tendo um treco! Arcanos que aparavoram...
Você é um bom oraculista, conhece seu instrumento, tiradas, símbolos... Mas, sempre tem aquela carta, aquele signo que você não queria que estivesse alí. Então, perguntamos para a primeira blogagem coletiva de 2011: qual arcano te faz ter um treco quando aparece na leitura?

Devo dizer que é dificil escolher apenas algumas cartas pois pra mim que ainda sou iniciante, as vezes qualquer carta me apavora por nao entender o que ela quer dizer em 'x' situaçao, mas relembrando o que ja me aconteuceu consegui fazer essa analize.


A primeiro de todas (e acho que outros tbm iram escolhe-la) è 'A Torre'. Ver ela ser destruida por um raio sempre me da a impressao de um castigo Divino. A situaçao mais dificil vivida com ela foi responder a questao de minha amiga sobre como ia ficar o relacionamento dela...e essa Torre me deixou em maus lençois.

A segunda: A Lua! Eu sempre tenho medo dela, principalmente qndo ela me vem na lunaçao. Meu medo maior dela è que ela è meio duas caras, nao sei se ela esta me mostrando o lado bom ou o lado negro dela. Essa carta è um problema para escorpianas, por nòs iludimos e esperamos demais dos outros!!
10 de Espadas: Apesar de ela aparecer qndo as coisas nao podem ficar pior, é dificil e apavorante sofrer, e mesmo sabendo que esta no limite parece que o limite da dor nao exite.
8 de Espadas: Uma das coisas mais horriveis è saber qual sera o proximo passo, e enqnto essa carta esta em açao a coisa sò tende a piorar, pois quanto mais vc pensa em uma saida pra situaçao, mais perdido vc fica e menos as coisas faz sentido.
5 de Pentaculo: Pobreza, miséria...isso è uma coisa que doi muito. Pobreza material é algo que nos deixa muito assustadas. Gosto dessa carta no taro de Rider Withe pois ela mostra exatamente o que penso. Deixando o cetisismo de lado, nesse tarot mostra duas pessoas vestidas em trapos, dando a sensaçao de sofrimento olhando para o vitral acima deles, que para sim significa igreja. Logo, enquanto a igreja gasta horrores para fazer um templo para Deus cheio de luxuria, existem pessoas fora dele que estao realmente necessitados.
Deixando claro que esse comentario nao foi nada preconceituoso.


Uffa...depois de toda essa analize, vamos comer um chocolate para esparecer =).
Beijos

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Evivva la Befana!

Como todos os anos, eis que chega a vecchina novamente. Vestida a trapos, com sapatos velhos, chapeuzinho na cabeça, um chalé e um saco cheio nas costas, La Befana esta pronta para voar em sua vassoura nos ultimos dias de festa. E' na Epifania (se significa manisfestaçao) que realmente acaba a agitaçao das festas de final de ano.
Segundo a tradiçao popular Italiano, a Befana aparece na noite do dia 5 para 6 de janeiro trazendo Caramele (doces) para as crianças que foram boas e Carbone (carvao) para as que foram màs e desobedientes.
A origem dessa figura se perde nas noites do tempo, desendendo de uma tradiçao magica e pré-critian e na cultura popular se mistura com elementos folcloridos e critiaos.

Uma hipotese de origem provavelmente esta relacionado com as tradições agrícolas pagãs que marcava essa data como o começo de um novo ano. O aspecto da velha entao esta relacionado com a representaçao do ano velho; uma vez concluido deve ser queimado para um todo novo se inicie. E' proprio na Epifania que todos fazem um balanço sobre o ano que se concluiu e começam a seminar projetos para o novo ano que se começa.
De acordo com uma versão "cristianizada", os Reis Magos, nao encontrando o caminho a Belém para levar presentes ao menino Jesus, pediu ajuda a uma idosa que se refiuta de ajuda-los. Arrependida pelo que fez ela sai de casa em casa entregando doces as crianças na esperança que um deles fosse o menino Jesus.
Entre os camponeses de Friuli é costume fazer uma fogueira com um boneco no topo no dia 6 e nela queimar calendarios do ano passado e papeis com pedidos escritos. Cantos e rezas sao feitas para que esse novo ano agricola seja abundante, grande parte delas cristãs.
Também é comum mulheres de toda a italia se parabenizarem uma as outras nesse dia, uma brincadeirinha de entre amigas.

No hemisfério sul essa festa cairia no dia 6 de julho, onde temos uma comemoraçao 'parecida' que seria as fogueiras de Sao Joao,

Espero que tenham gostado..
E AUGURI a todas as mulheres, afinal todas sao um pouco Befana =)

Benedizione della Befana!

PS: Imagem das fogueiras de Turrida - Friuli/2011

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Tradiçao Calendariale (POST EDITADO)

Como Strega eu AMO sabedorias e tradiçoes que seu nascimento se perde nas linhas do tempo.
Uma muito interessante que aprendi com a convivencia em Turrida (Fliuli/italia) é a de marcar no calendario o tempo que faz na manha dos 12 primeiros dias do ano, e cada dia serà conrrespondente a um mes do ano.
Por exemplo: se no dia 2 de janeiro amanhecer chuvoso significa que fevereiro (que é o mes dois do ano) sera chuvoso; se na manha do dia 8 fizer sol, entao agosto (mes 8) sera de sol, e assim vai. Normalmente eles marcam o tempo que faz logo no amanhecer. Caso mude -sol pela manha mas tarde nublado, por exemplo
- significa que tal mes sera meio ensolarado, meio

nuboloso.
 Segundo os camponeses isso deve ser feito de inverno, pois é quando o tempo esta mais estavel.
Seguindo esse conceito, considerando que o solsticio de inverno na Italia è dia 21 de dezembro e o nosso 21 de junho, o correto é nòs do hemisferio sul fazer esses calendario levando em consideraçao o tempo dos 12 primeiros de julho.

Eu havia esquecido pois fiz isso a 3 anos atraz, lembro-me que foi na época em que estava mudando minhas festas para datas do hemisfério sul, e que deu certo.
E interessante essas sabedorias dos antigos, e usa-las no dia-a-dia nos conecta mais com nossa tradiçao, com aquilo que somos ou desejamos ser.
Deixo claro aqui que muitas vezes essas praticas nao funcionam 100%, mas o importante (ao menos para mim) é a magia que essas praticas trazem, e que vivem até hoje na casa de muitas familias.
Que tal experimentar essa pratica e ver o que acontece? ^^
Benedicione di Turanna!